sábado, setembro 08, 2007

Resolução

Por que gasto em sonho, vazio e vão,
Minha juventude em estéril chorar?
Por que conto os anos com febril olhar
E as vias da dor, triste o coração?

Por que choro assim, se ganho não vem
A mim ou a outros do medo ou lamento?
De longe o futuro ri do meu tormento
E o passado em mim não mais se detém.

O céu que não erra e não quer desgraça,
A cada um aqui tarefa quis dar,
Longe a recompensa e a paz no fim.

Ao trabalho então, assim Deus me faça
Forte, que o Diabo possa sufocar
E dentro vergar os Demónios de mim.

Alexander Search

1 Comments:

Blogger Daniel Aladiah said...

Daquelas que nada resolvem? Fazemos tantas, que acabam esquecidas logo de seguida.
Um beijo
Daniel

11 setembro, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.