domingo, abril 15, 2007

Óstia

Um desses atrasos no aeroporto de Fiumicino
e eis-nos em salto desprovido por estas ruas
além do parque arqueológico
a cidade assemeha-se a um acampamento desolado
varandas cheias de caixotes e detritos
(devem ser exíguas as casas económicas)
muros com imprecações aos de Roma
e a débil força messiânica entregue
aos ídolos do futebol

Sem darmos conta já estávamos encalhados
numa qualquer estrada secundária
junto a un matagal circundado de rede
onde um letreiro quase ao acaso
diz ter morrido
Pier Paolo Pasolini

José Tolentino Mendonça

2 Comments:

Blogger luí said...

sim OSTIA !!!
tás a ver que é uma palabra polivalente?

18 abril, 2007  
Blogger Daniel Aladiah said...

Passei lá duas vezes! Voltei a Portugal e a minha vida mudou. Quase desejo lá voltar...
Um beijo
Daniel

22 abril, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.