terça-feira, março 13, 2007

Este ofício de poeta

(...)Por exemplo, se tiver que definir poesia e me sentir um tanto inseguro para o fazer, se não tiver bem a certeza, digo qualquer coisa como:«A poesia é a expressão do belo por meio de palavras artisticamente entretecidas».Esta definição pode servir para um dicionário ou para um manual, mas todos sentimos que é um tanto débil.Há uma coisa muito mais importante-uma coisa que pode estimular-nos a continuar não só a tentar escrever poesia como a tirar dela prazer e a sentir que sabemos tudo sobre ela.
E isso é sabermos o que é a poesia.Conhecemo-la tão bem que não sabemos defini-la por outras palavras, assim como não sabemos definir o sabor do café, a cor vermelha ou amarela ou o significado da ira, do amor, do ódio, do nascer ou do pôr do sol, ou do nosso amor à pátria.Estas coisas estão tão fundas em nós que só podem exprimir-se mediante esses simbolos vulgares que partilhamos.Assim, porque precisamos de outras palavras?
Jorge Luis Borges

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.