terça-feira, março 06, 2007

Dejeuner sur un gratte-ciel



O autor e eu temos alguns pontos em comum: ambos somos anónimos e pensamos que o pequeno almoço é uma refeição muito singular , óptima para ser tomada no plural, olhando a cidade do alto , alcandorados num lugar onde o barulho não chegue, a poluição não pese demasiado, as núvens estejam imediatamente por cima de nós, enfim, e outras coisas das quais não me lembro agora mas que devem ser igualmente importantes. Porque hoje estou assim: só me apetece dizer coisas sem nexo. Às grandes depressões seguem-se períodos de euforia .O equilíbrio tarda. Quase invejo (ai, um pecado!) as pessoas felizes, apesar de saber que são estúpidas. A estupidez será um dom de um Deus?Não me conformo: gastei um dinheirão na lobotomia , mas azar...devem ter-me retirado o lado errado do cérebro.
i
8 de junho de 2006

2 Comments:

Blogger luí said...

nada que não se cure com meio+meio sonho de abobora..

06 março, 2007  
Blogger I said...

e um café no Príncipe Real

06 março, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.