terça-feira, setembro 06, 2005

A Defesa do Poeta

Senhores jurados sou um poeta
um multipétalo uivo um defeito
e ando com uma camisa de vento
ao contrário do esqueleto


Sou um vestíbulo do impossível um lápis
de armazenado espanto e por fim
com a paciência dos versos
espero viver dentro de mim


Sou em código o azul de todos
(curtido couro de cicatrizes)
uma avaria cantante
na maquineta dos felizes


Senhores banqueiros sois a cidade
o vosso enfarte serei
não há cidade sem o parque
do sono que vos roubei


Senhores professores que puseste
a prémio minha rara edição
de raptar-me em crianças que salvo
do incêndio da vossa lição


Senhores tiranos que do baralho
de em pó volverdes sois os reis
sou um poeta jogo-me aos dados
ganho as paisagens que não vereis


Senhores heróis até aos dentes
puro exercício de ninguém
minha cobardia é esperar-vos
umas estrofes mais além


Senhores três quatro cinco e sete
que medo vos pôs na ordem ?
que pavor fechou o leque
da vossa diferença enquanto homem ?


Senhores juízes que não molhais
a pena na tinta da natureza
não apedrejeis meu pássaro
sem que ele cante minha defesa


Sou uma impudência a mesa posta
de um verso onde o possa escrever
ó subalimentados do sonho !
a poesia é para comer.

Natália Correia

6 Comments:

Blogger Pêndulo said...

Como este poeta é diferente de outro mais Alegre

06 setembro, 2005  
Blogger SAM said...

Sempre notei uma veia verdadeiramente Anarca na Natália...quando ela morreu...chorei! porquê? não sei! eu que nunca choro!

07 setembro, 2005  
Blogger romero said...

Te vengo decir que si, soy sevillano y trabajo en Lisboa, pero ahora estoy en mia ciudad:) aún bien que te gusta de Sevilla, es la ciudad mas romantica de España, por toda su historia.:) Espero que tengas visitado Triana , el barrio mas antiguo daqui y que se respira lo flamenco:)
Yo vivo cerca donde fue la expo, no mucho lejos del isla magica :)

Quanto a ese poema, es un poco fuerte,no ? una poeta luchadora:)
Besito

07 setembro, 2005  
Blogger GNM said...

A Nátalia Correia sempre revelou um lado ireverente, quase anti-social.

Continua a sorrir...

07 setembro, 2005  
Blogger I said...

Claro! conosco muy bien Triana.Ahora que hablas de Triana, me recuerdo de un grupo de cantantes:los Triana !te recuerdas de sus canciones? "tu frialdad" "Hijos del agobio"...como me gustavam!

07 setembro, 2005  
Blogger I said...

Sam, Natalia Correia foi uma mulher muito especial, lindissima na sua juventude, culta e cheia de paixão. Viveu nos limites, sempre.Foi por isso que escreveu assim.

07 setembro, 2005  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.