quarta-feira, novembro 09, 2005

O tédio

A experiência do tédio, não do vulgar, por falta de companhia, mas o absoluto, é muito importante. Quando alguém se sente abandonado pelos amigos, não é nada.
O tédio em si advém sem motivo, sem causas externas. Com ele vem a sensação de tempo vazio, algo assim como a vacuidade, coisa que conheço desde sempre.
Posso recordar muito bem da primeira vez, quando tinha cinco anos. Vivia, então, na Roménia, com toda minha família. Então, tive de repente a consciência clara do que era o aborrecimento, o tédio.
Foi por volta das três da tarde, quando fui tomado pela sensação do nada, da absoluta carência de substância. Foi como se, de súbito, tudo tivesse desaparecido, tudo mergulhasse na nulidade e fosse o começo da minha reflexão filosófica.
Esse estado intenso de solidão me afetou de maneira tão profunda que perguntei a mim mesmo o que significava realmente.
Não poder defender-me, nem poder livrar-me dele com a reflexão, assim como o pressentimento de que voltaria mais vezes, desconcertou-me tanto que o aceitei como ponto de orientação.
No auge do tédio experimenta-se o sentido do Nada, e neste sentido não se trata de uma situação deprimente, já que para uma pessoa não crente representa a possibilidade de experimentar o absoluto, algo como o instante derradeiro.
Cioran

3 Comments:

Blogger GNM said...

Desconhecia este autor, mas identifiquei-me muito nas suas palavras...

Saio mais rico deste vosso blog!

Ficem bem e continuem a sorrir!

09 novembro, 2005  
Blogger I said...

gnm és sempre bem vindo ao meu blog e , por favor, trata-me por tu! ainda que eu pense que o tratamento na segunda pessoa do plural seja lindissimo devendo ser recuperado entre as gerações mais novas, pois torna a nossa lingua mais elegante.Mas entre amigos o "tu" simplifica tudo!

Cioran , contemporâneo de Pessoa, filósofo e escritor romeno , niilista , põem-nos a pensar e a questionar. O que nem sempre é bom : pensar não nos torna mais felizes.
mas há sempre a esperança de, um dia, conseguirmos chegar a uma conclusão...

09 novembro, 2005  
Anonymous Anónimo said...

necessario verificar:)

20 novembro, 2009  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.