domingo, dezembro 31, 2006

Lundu da marrequinha

Os olhos namoradores
Da engraçada iaiásinha,
Logo me fazem lembrar
Sua bella marrequinha.
Iaiá, não teime,
Sólte a marreca
Senão eu morro,
Leva-me a breca.
Se dansando á Brasileira,
Quebra o corpo a iaiásinha,

Com ella brinca pulando
Sua bella marrequinha

Quem a vê terna e mimosa,
Pequenina e redondinha,
Não diz que conserva prêsa
Sua bella marrequinha.

Nas margens da Caqueirada
Não há só bagre e tainha:
Alli foi que ella creou
Sua bella marrequinha.

Tanto tempo sem beber...
Tão jururú... coitadinha!..
Quasi que morre de sêde
Sua bella marrequinha.

Paula Brito


"Marrequinha "era um tipo de laço dado no vestido das moças do séc. XIX, usado atrás
das nádegas.

1 Comments:

Blogger joão marinheiro said...

As coisas que eu aprendo minha amiga...Abraço de bom ano
que eu lá ando a navegar...

01 janeiro, 2007  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.