quinta-feira, novembro 17, 2005

Inventario galante

Tus ojos me recuerdan
las noches de verano,
negras noches sin luna,
orilla al mar salado,
y el chispear de estrellas
del cielo negro y bajo.
Tus ojos me recuerdan
las noches de verano.
Y tu morena carne,
los trigos requemados,
y el suspirar de fuego
de los maduros campos.
Tu hermana es clara y débil
como los juncos lánguidos,
como los sauces tristes,
como los linos glaucos.
Tu hermana es un lucero
en el azul lejano...
Y es alba y aura fría
sobre llos pobres álamos
que en las orillas tiemblan
del río humilde y manso.
Tu hermana es un lucero
en el azul lejano.
De tu morena gracia
de tu soñar gitano,
de tu mirar de sombra
quiero llenar mi vaso.
Me embriagaré una noche
de cielo negro y bajo,
para cantar contigo,
orilla al mar salado,
una canción que deje
cenizas en los labios...
De tu mirar de sombra
quiero llenar mi vaso.
Para tu linda hermana
arrancaré los ramos
de florecillas nuevas
a los almendros blancos
en un tranquilo y triste
alborear de marzo.
Los regaré con agua
de los arroyos claros,
los ataré con verdes
junquillos del remanso...
Para tu linda hermana
yo haré un ramito blanco.

António Machado

5 Comments:

Blogger  said...

Dá-me a sensação que este espaço é mais reservado (que o dunas), mais sossegado, menos "público". Mais cousy, mais intimo...:)
Gosto...

17 novembro, 2005  
Blogger I said...

querida Pé, este espaço é a minha antologia de poesia; ou seja, aqui reúno , juntando quase diariamente mais um, os poemas que mais gosto.
Assim, nenhum dos textos aqui colocados, sejam poemas sejam prosa que considero poética, (mesmo que não o seja ,como é o caso da de Cortazar e da Agustina Bessa Luis)é meu.Todos são de autores sobejamente conhecidos no mundo inteiro e consagrados, imortais.

Claro que a "minha cabeça" é quem escolhe a poesia.Por isso mesmo não escrevendo textos meus , eu também estou aqui, atraves das escolhas que faço.É este o poder da literatura (e da pintura e da música): revemo-nos no que escolhemos para ver, ler , ouvir.

Fico muito feliz por gostares destas ASAS pois qdo o iniciei nunca imaginei sequer que alguém aqui viesse espreitar e muito menos comentar.

Vou por isso dedicar-te o poema de amanhã..no fundo o poema que escolherei para ti (neste momento ainda não sei qual será) irá revelar a imagem que de ti tenho apenas pelo que leio no teu blog.

Se gostares significa que acertei na escolha e na representação de ti que tenho em mim.

17 novembro, 2005  
Blogger Vostradeis said...

Belo poema, não há dúvida. Muito bem!

18 novembro, 2005  
Blogger legivel said...

...para ti linda hermana
yo haré un ramito blanco.

(Prontos; esqueço o arroz doce...)

18 novembro, 2005  
Blogger GNM said...

É lindo!

Um excelente fim de semana para ti!

18 novembro, 2005  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.