sexta-feira, julho 15, 2005

Felatio

Lentamente a mão se estende e acalma
no meu corpo que está desprevenido
-e eu sinto erguer-se a flor de lótus de alma
gravitando ao sabor do meu sentido.

Ai vento que te ocultas e te invernas,
oscilas sobre o extase das pernas
prenunciando a chuva densa e louca

e arrastas a cabeça magoada
quando o amor não é mais que a madrugada
de um deus, que leva um pássaro na boca.


Vasco de Lima Couto

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

on-line hits.